A REGIÃO

Lisboa e Alenquer

Maturações harmoniosas – Aqui cheira e sente-se o mar 

 

Portugal é certamente um dos países vitivinícolas com maior património vitivinícola do mundo.
De Norte a Sul encontramos inúmeras castas autóctones que nos permitem criar a diferenciação
e únicos os vinhos que aqui se produzem.

A região de Lisboa, anteriormente conhecida por Estremadura, situa-se a noroeste de Lisboa numa área de cerca de 40 km.

O clima caracteriza-se por ser temperado em virtude da influência atlântica. Aqui os Verões são frescos e os Invernos suaves, apesar das zonas mais afastadas do mar serem um pouco mais frias. As nossas vinhas beneficiam de um excelente nível de humidade e os orvalhos noturnos provenientes da brisa marítima permitem criar condições favoráveis em épocas de seca não sendo necessário aplicar sistemas de rega.

A Região de Lisboa é constituída por nove Denominações de Origem: Colares, Carcavelos e Bucelas (na zona sul, próximo de Lisboa), Alenquer, Arruda, Torres Vedras, Lourinhã e Óbidos (no centro da região) e Encostas d’Aire (a norte, junto à região das Beiras). A Adega Mor detém os seus 200 hectares de vinha na região de Alenquer ode são produzidos alguns dos mais prestigiados vinhos DOC da região de Lisboa (tintos e brancos. Esta região é composta por montes e vales que abrigam as vinhas e as protegem dos ventos mais frios e gelados vindos do Norte, favorecendo a perfeita maturação das das uvas e a produção de vinhos mais concentrados. Também a brisa da Costa Atlântica e os solos ricos em argila e calcário, são elementos fundamentais para a ótima mineralização e acidez das uvas nestas terras plantadas. Nesta zona os vinhos tintos são aromáticos, elegantes, ricos em taninos e capazes de envelhecer alguns anos em garrafa e os vinhos brancos caracterizam-se pela sua frescura e carácter citrino.

Projeto de Décadas

Parcela a Parcela

 

Portugal é certamente um dos países vitivinícolas com maior património vitivinícola do mundo. De Norte a Sul encontramos inúmeras castas autóctones que nos permitem criar a diferenciação e únicos os vinhos que aqui se produzem. Manter as tradições e colocar o foco no consumidor permitiu a que Portugal conquistasse muitos consumidores pelos vários cantos do mundo.

Este também é o caminho da Adega Mor, partilhar desta diferenciação.

Com um total de 200 hectares de vinha, todos eles instalados na região vitivinícola de Lisboa mais propriamente na sub-região de Alenquer. Entre vinha própria, nas propriedades de S. José da Lage, Quinta da Boticaria, Convento da Nossa Senhora da Encarnação também a Adega Mor tem vinhas de aluguer repartidos por toda a região de Alenquer.

Os diferentes “terrões”, a formação da terra, os solos, o clima, as variedades de uva e a vontade do homem representam a variedade de vinhos com características completamente diferentes. Cada passo na vinha é pensado com um objetivo e porque sabemos que cada parcela, cada casta, irá dar origem a um vinho com identidade e qualidade única.

Nós temos como política de negócios as melhores técnicas de produção, tanto para o chamado lote de vinho assim como para os vinhos de casta com as mais rigorosas certificações para o setor.

A experiência de gerações aliado ao conhecimento da equipa de enologia liderada por José Pedro Figueiredo produzem vinhos distintos e de carácter único.

Vindima

à Mão e à Máquina

 

Ao todo são mais de 200ha de vinha, onde se pode sentir a intensa frescura dos aromas e cores vibrantes das melhores castas tradicionais portuguesas. Na nossa empresa trabalhamos apenas com produto nacional porque aqui temos excelentes produções e controlamos toda a produção desde a apanha da uva até ao engarrafamento.

Nas várias parcelas encontramos diversas castas, desde as castas mais autóctenes portuguesas algumas com mais idades até às castas internacionais que nos permitem enologicamente obter produtos também eles competitivos e agradar os vários mercados quer nacionais quer internacionais.

Nas castas tintas temos a Touriga Nacional, Syrah, Caladoc, Alicante Bouschet, Aragones, Castelão e Merlot, nas castas brancas Arinto, Fernão Pires, Azal, Vital, Loureiro, Seara Nova.

Vinificação

Experiência e Conhecimento

É na Adega da Sociedade Agrícola Quinta de São José da Lage, que Raúl Martins pai de Diogo Martins, é responsável por toda a vinificação dos vinhos que se produzem na Adega Mor. É aqui também que muitos produtores locais nos escolheram como parceiros para entregam as suas uvas.

 

A experiência de gerações aliado ao conhecimento da equipa de enologia liderada por José Pedro produzem vinhos distintos e de carater único.

Armazenamento

Organização e Higienização

As 47 robustas cubas de inox existentes, albergam uma capacidade de vinho a granel de 7 milhões de litros, que todos os dias é gerido pelo enólogo residente.

Enologia e Qualidade

Rigor e Conhecimento

A enologia está a cargo do enólogo José Pedro que acompanha de perto todo o trabalho.

 

É imperativa a constante análise de todos os processos produtivos por parte de profissionais altamente qualificados, assegurando a excelência em todas as operações realizadas, desde a produção, engarrafamento, acondicionamento e expedição do produto final.

 

Todos os dias são produzidos vinhos que passam por processos tecnológicos altamente sofisticados e pelo controlo rigoroso do sistema de segurança alimentar implementado que visa o respeito pelo vinho e pelo meio ambiente.